terça-feira, 26 de setembro de 2017

Artigo: E ai! Você só reclama ou também participa das decisões politicas da sua cidade



"Nosso papel como cidadão é também participar das decisões politicas de nossa comunidade e sociedade, cobrar sim, participar também", Jairo Rodrigues 

Você sai por ai, esbravejando contra todos e se sentindo vítima da corrupção que você mesmo alimenta, mas está sempre tentando levar vantagem em tudo. A diferença entre nós e os nossos políticos é que nós temos menos poder. 

Do contrário, seria mais um se divertindo com o dinheiro público. Se você aproveita todas as oportunidades, mesmo que incorretas, para se dar bem nas situações, comece a pensar em suas atitudes antes de sair acusando por aí. 

Vamos aprimorar nosso próprio caráter para garantir melhores pessoas no poder futuramente, a começar por nós mesmos?
Quando a população se sente uma vítima inocente da corrupção e descaso egoísta, e ignora sua colaboração direta para a proliferação dos mesmos. Ninguém é inocente. E os políticos são um reflexo da sociedade que eles representam.


O assunto político tem tomado grandes proporções ultimamente. As mídias sociais estão repletas de revoltas contra os políticos em geral e afirmações extremas sobre os mesmos, o ódio contra a corrupção que afeta a população é mais do que aceitável, é necessário. 

As páginas no facebook esbravejando contra a corrupção dos poderosos ganham milhares e milhares de seguidores todos os dias e defensores mais que calorosos. Pessoas que votaram em um candidato se sentem superiores e adoram gritar aos quatro ventos que não colaboraram com o caos regrado à corrupção que temos vivido atualmente. Será?
Quando nos perguntamos o porquê de ser praticamente impossível encontrar um candidato com a ficha limpa bem posicionado no Brasil, dificilmente obtemos respostas. O problema em geral está na população. É isso aí, somos nós mesmos, que não apenas tememos o desconhecido como colaboramos diretamente para a corrupção geral.
Vou deixar neste artigo algumas perguntas pertinentes que deveríamos nos fazer sempre: 
Sabe aquele dinheiro que você, mesmo vendo o rapaz derrubar, botou no bolso correndo antes que ele percebesse que caiu? Aquele dinheiro que, ao dar o troco, o atendente do supermercado te passou sobrando e você manteve silêncio e se sentiu satisfeito, sortudo?
 Àquele produto que você comprou baratinho mesmo desconfiando que era roubado, àquela prestação que você espera “caducar” no sistema de proteção de crédito e não pretende pagar nunca? E aquele dia que você fingiu estar dormindo no banco colorido do ônibus para não precisar ceder o lugar para a gestante ou o idoso que entrou? 
Você entrou pelas portas traseiras do ônibus se sentindo o maioral e ainda é cheio de desculpas? Pois é. Sabia que os políticos corruptos também inventam um monte de desculpas para justificar seus atos? Você é tão corrupto e egoísta quanto os odiosos políticos que você acusa com tanto ardor.
Você participa das audiências públicas em sua cidade? Aliás, sabe o que é uma audiência pública? Você tem interesse em fazer parte dos conselhos municipais de sua cidade? 
Já tentou ir em alguma sessão da Câmara dos vereadores ver o que eles estão decidindo por nós? "Ah, mas o horário das sessões é um horário que nós estamos trabalhando". E o que você fez para tentar mudar os horários das sessões para um horário mais "adequado" a todos? 
As redes sociais hoje se tornaram um grande balcão de reclamações como eu disse em um artigo anterior, passo pela minha rua todo dia, vou lá tiro foto dos buracos e jogo na rede social, mas esqueci de pegar essas mesmas fotos e ir no departamento público ou até mesmo de ir procurar o vereador que foi eleito para me representar e pedir soluções. 
Será que se ao invés de eu APENAS reclamar na rede social sobre o serviço público, eu ir de fato COBRAR soluções nos órgãos competentes não seria mais produtivo?
E para fechar este artigo, deixo uma reflexão: "Quem sou eu, o que apenas reclamo, ou o que também participo, qual o meu real papel de cidadão  na política de minha cidade?"
Jairo Rodrigues - TVRNews






Nenhum comentário:

Postar um comentário