quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Bispo Rogério Formigoni faz fortes relatos em entrevista ao Programa Pânico na Rádio Jovem Pan e ao programa Autenticidade de Alexandre Frota




De Lucélia, no interior de São Paulo para o mundo. Bispo Rogério Formigoni coleciona uma legião de fãs, fieis e seguidores pelo mundo. 


Em entrevista ao programa Pânico na Rádio Jovem Pan nesta última terça-feira(5), Formigoni afirmou que também já foi usuário de drogas e que se curou através da fé. 

Hoje ele é Bispo da Universal, coordenador e idealizador do projeto denominado "Tratamento Para a Cura dos Vícios". A finalidade do projeto é a libertação dos usuários de vícios, como cigarro, alcool, inalantes, cocaína, crack entre outras drogas. 

O Bispo afirmou ainda ter sido viciado por mais de 5 anos em drogas pesadas como cocaína e o crack, além das lícitas como cigarro e bebidas. Formigoni diz estar "limpo"
[ termo usado para quem deixou de usar drogas] por mais de 20 anos, sem vontades, nem recaídas. 

O Bispo atribui sua cura e libertação das drogas, à fé e  a um método ao qual aplicou em sua vida. Hoje ele se dedica a expandir esse método para o mundo. 

Atualmente realizado em mais de 40 países. Ele então implantou o tratamento denominado 'a ultima pedra'.  Tratamento esse do qual ele é também autor do Best - Seller "A Última Pedra", que até o momento vendeu mais de 2 milhões de cópias. 

Atualmente, o Bispo se dedica à causa, onde as reuniões acontecem aso domingos, às 15h:00, na avenida João Dias, nº 1800, na zona sul de São Paulo e em qualquer lugar que tenha uma IURD ( Igreja Universal do Reino de Deus). 

Emílio Surita, âncora da atração comparou o Bispo à banda Irlandesa “U2”, por ter reunido cerca de 250 mil pessoas no Sambódromo do Rio de Janeiro e 150 mil pessoas no Sambódromo em São Paulo. 

Os integrantes do Pânico no Radio, perguntaram o porque Formigoni não ia até a Cracolândia e libertava todos que ali estava e o problema estaria resolvido. O Bispo afirmou já ter ido diversas vezes a cracolândia afim de convidar as pessoas para o tratamento (atividade que contínua com atuais ex usuarios, hoje curados voluntários) mas afirma, 

"O querer sair desta vida é o mais importante, e as pessoas que ali estão tem o foco em mais uma pedra, e para uma mudança o querer tende vir de dentro para fora, e é exatamente neste ponto que muitos encontram dificuldades chegando a julgar impossível."
 O bispo afirma que está com sua equipe de prontidão para acolher e tratar essas pessoas sem custo ou internação, deixando claro ser um método revolucionário.

O Bispo concedeu também entrevista a Alexandre Frota no programa Autencidade
e a conversa teve um “tom” mais profundo, quando o próprio Frota, relata ter usado drogas por mais de 20 anos e em seus consumos tinha constantes alucinações e medo de ser encontrado morto em hotéis, ao qual usava quartos para consumo de cocaína com frequência.

Ao final do programa com Frota,  Formigoni deixou um desafio: 
Aqueles que forem e obedecerem o tratamento se não alcançarem a cura eu como a Biblia."



































"Momentos da entrevista do Bispo ao Programa Pânico na Rádio Jovem Pan"


Jairo Rodrigues - TVNews








Nenhum comentário:

Postar um comentário